Copa do Mundo: Onde vai ser a Copa de 2030?

Copa do Mundo: Onde vai ser a Copa de 2030?

Nos próximos meses, a FIFA terá que tomar uma decisão: onde vai ser a Copa do Mundo de 2030. Enquanto a Copa do Mundo de 2026 já está confirmada para ser realizada nos Estados Unidos, Canadá e México, várias candidaturas estão se apresentando para a próxima edição. Neste artigo, iremos rever quais são os possíveis países candidatos anfitriões de um dos maiores eventos esportivos do planeta. Continue lendo para saber onde vai ser a copa de 2030.

apostas_esportivas_copa_signup.gif

Onde será a Copa do Mundo 2030

A Copa do Mundo de 2030 já tem as suas possíveis candidaturas para sediar a copa, todas elas são nações apaixonadas pelo futebol que almejam sediar o torneio e prometem oferecer estádios impressionantes para receber as estrelas do futebol mundial. Confira abaixo quais são os países candidatos até o momento:

Uruguai, Argentina, Paraguai e Chile

A Copa do Mundo de Futebol raramente foi realizada entre vários países. Apenas em uma ocasião houve dois países anfitriões, na Copa do Mundo de 2002, realizada na Coreia do Sul e no Japão. No entanto, com a decisão tomada para a Copa do Mundo de 2026, parece que esse será o novo padrão da FIFA. Por isso, Uruguai, Argentina, Paraguai e Chile uniram forças para tentar sediar essa Copa Mundial de 2030.

Seria uma Copa do Mundo muito especial, caso ela voltasse para a América do Sul. Em 1930, o Uruguai foi o primeiro país a sediar uma Copa do Mundo, tornando-se ideal para comemorar o centenário do maior torneio de futebol entre seleções do mundo. Se a decisão de onde vai ser a Copa do Mundo de 2030 depender apenas dessa efeméride, fica claro que essa candidatura conjunta é uma das favoritas.

No entanto, também não podemos esquecer da enorme paixão pelo futebol na região, nem do desempenho recente dessas seleções. Especialmente a Argentina, que conquistou o título mundial pela terceira vez em sua história na Copa do Mundo de 2022, realizada no Catar. Além disso, a Copa do Mundo não volta para a América do Sul desde 2014, quando foi sediada pelo Brasil. Em 2030, terão se passado 16 anos desde a última vez.

Espanha, Portugal e Marrocos

A primeira candidatura que envolveria dois continentes diferentes é a da Espanha, Portugal e Marrocos. Essa proposta passou por duas fases distintas: inicialmente apenas os dois países da Península Ibérica participariam, mas após o início da Guerra na Ucrânia, esse país foi adicionado como terceiro anfitrião. No entanto, a Ucrânia acabou sendo retirada da lista devido a problemas da Federação Ucraniana de Futebol, e Marrocos entrou em seu lugar.

Dentre essa opção, a Espanha é a única que sediou a Copa do Mundo. Mais especificamente, em 1982, o que significa que em 2030 terão se passado quase 50 anos desde aquele evento. Tanto Portugal quanto Marrocos não tiveram a oportunidade de sediar uma Copa do Mundo em seus países, mas os portugueses já foram anfitriões de uma Eurocopa (2004) e os marroquinos sediaram uma Copa Africana das Nações (1988).

Além disso, os três países têm tido grande relevância no futebol mundial recente. A Espanha, durante muitos anos, tem sido uma das grandes referências do futebol mundial, com um estilo de jogo conhecido como “tiki taka”, com o qual conquistaram duas Eurocopas consecutivas (2008 e 2012) e uma Copa do Mundo (2010). Portugal, por sua vez, venceu a Eurocopa de 2016, liderados por um dos melhores jogadores dos últimos 15 anos, Cristiano Ronaldo. Por fim, Marrocos surpreendeu a todos com uma performance espetacular na Copa do Mundo de 2022, na qual eliminaram suas adversárias de candidatura e chegaram às semifinais. Por essas razões, esses países são considerados favoritos.

Arábia Saudita, Egito e Grécia

"Em que lugar seria realizada a Copa do Mundo de 2030 melhor do que na Arábia Saudita?" Isso foi o que a Federação Saudita de Futebol teve que pensar, após ver que não houve nenhum impedimento para o Catar, um país com altas temperaturas, sediar a sua Copa sem nenhuma incidência. No entanto, para a candidatura da Arábia Saudita, havia um problema adicional, pois a FIFA busca alternar os continentes nos quais as Copas do Mundo são realizadas.

Na Arábia Saudita, encontrou-se uma solução rápida para essa questão: eles adicionaram Egito e Grécia à sua candidatura, dando uma nova reviravolta à palavra "Mundial": nunca antes uma Copa do Mundo foi realizada entre dois continentes, mas com essa proposta, estamos falando de três continentes como anfitriões.

Esta possível candidatura é a que tem menos força no momento. O Egito, no passado, foi um país com grande destaque no futebol africano, mas atualmente é um país que diminuiu muito o nível de sua qualidade futebolística. Com a Grécia, pode-se dizer algo semelhante: o país conquistou uma Eurocopa praticamente impossível em 2004, mas desde então não foi capaz de competir em condições. Por sua vez, a Arábia Saudita está investindo fortemente no futebol: a contratação de Cristiano Ronaldo como jogador e embaixador do país é um exemplo disso. O dinheiro saudita pode ser um dos principais argumentos para o avanço desta candidatura, mas esse é o principal argumento da proposta.

Onde será a próxima Copa 2030: outras candidaturas

Se saber onde será a próxima Copa 2030 já parece uma quimera com essas três candidaturas, se outras propostas tivessem sido oficializadas, poderia ter sido ainda pior. E é que outros grupos de países também tentaram se candidatar, mas no final não tiveram sucesso.

Uma dessas candidaturas que foi alvo de rumores foi a do Reino Unido e Irlanda. As ilhas britânicas tinham a intenção de celebrar sua primeira Copa do Mundo desde 1966, algo que parece injusto sendo a Inglaterra o país onde o esporte foi inventado. No entanto, ambos os países preferiram focar em uma candidatura para a Eurocopa de 2028.

Outra candidatura que teve muitas chances de se apresentar foi uma proposta do próprio Gianni Infantino, presidente da FIFA: China, Coreia do Norte, Coreia do Sul e Japão. A ideia de celebrar uma Copa do Mundo no país mais hermético do mundo soava muito bem para Infantino, além de ser uma oportunidade para tentar entrar no mercado chinês. No entanto, o próprio sistema de rotação de continentes complicava muito uma candidatura asiática que acabou não se apresentando. No entanto, não é descartável que uma candidatura semelhante surja para 2034, embora também haja rumores de que a China possa se candidatar sozinha.

Outra possível resposta à pergunta sobre onde será a Copa do Mundo 2030 poderia ter sido nos Bálcãs. Bulgária, Grécia, Romênia e Sérvia estudaram a possibilidade de formar outra candidatura conjunta, em uma proposta feita pelo então primeiro-ministro da Grécia, Alexis Tsipras. Houve reuniões para analisar e redigir os primeiros relatórios, mas não chegaram a um acordo: a Grécia recebeu a proposta da Arábia Saudita para formar outra candidatura para sediar a copa, e o país helênico decidiu abandonar a união balcânica.

Sede da Copa de Mundo 2030: A decisão da FIFA será em 2024

Para receber uma resposta definitiva, os fãs do futebol mundial terão que esperar até 2024. O presidente da FIFA, Gianni Infantino, confirmou no final de 2022 que o anúncio oficial será em um congresso em 2024 e que esse seria o momento em que a Federação Internacional de Futebol anunciaria onde será a Copa de 2030, juntamente com da Copa do Mundo Feminina de 2031. Portanto, ainda há alguns meses de preparação para as candidaturas, que terão que se esforçar ao máximo para convencer a FIFA e alegrar os fãs de futebol de seus respectivos países.

Gostou deste artigo sobre onde vai ser a Copa de 2030? Confira também outros artigos interessantes sobre futebol do blog da LeoVegas Esportes: