Voltar

Candidatura do Brasil para a Copa Feminina

Se você é daqueles que mal pode esperar para ver craques do futebol em campo novamente, já pode começar a marcar o calendário, pois a contagem regressiva para o Mundial de 2027 Feminino já está oficialmente em andamento.

Desde a primeira edição, em 1991, na China, quando apenas 12 equipes competiam, até a emocionante final entre Espanha e Inglaterra em 2023, na qual a seleção espanhola foi campeã, o torneio evoluiu de forma notável. Atualmente, são 32 equipes de todo o mundo batalhando pelo tão cobiçado troféu da Copa do Mundo Feminina da FIFA, dentre eles o Brasil!

Prepare-se para os lances incríveis e as histórias inspiradoras que a Copa do Mundo Feminina de 2027 nos trará. Enquanto aguardamos ansiosamente o anúncio da próxima sede, acompanhe aqui todas as novidades e informações sobre esse evento imperdível no mundo do futebol feminino.

Evolução do futebol feminino

Vamos dar uma olhadinha na trajetória incrível do futebol feminino ao longo dos anos. Começou lá em 1991, na China, com só 12 times no torneio, e agora em 2023, na Austrália e Nova Zelândia, já são 32 seleções em campo. A Copa do Mundo Feminina da FIFA passou por altos e baixos, mas as jogadoras foram muito guerreiras, mesmo enfrentando muitos desafios, e alguns olhares tortos. Agora, com a visibilidade e o apoio crescendo, o céu é o limite.

Quatro candidaturas na disputa para sediar o torneio

A batalha para sediar a Copa do Mundo Feminina de 2027 está a todo vapor! Quatro candidaturas estão na disputa, cada uma com seu charme e argumentos únicos. Vamos dar uma olhada rápida em quem está concorrendo para receber esse torneio. É hora de conhecer os candidatos.

África do Sul: Primeiro na nossa lista, temos a vibrante África do Sul. A nação que nos deu o futebol da "Vuvuzela" está pronta para mostrar ao mundo que têm tudo o que é preciso para receber a maior competição de futebol feminino.

Alemanha, Bélgica e Holanda (em candidatura conjunta): Em seguida, temos uma equipe unida! Alemanha, Bélgica e Holanda decidiram se juntar nessa. Imagine só, uma mistura de culturas e um amor comum pelo futebol. Será que essa colaboração vai conquistar o coração da FIFA?

Brasil: Ah, o nosso Brasil! Não podemos negar que o futebol corre em nossas veias, e agora estamos ansiosos para mostrar ao mundo que podemos ser os anfitriões perfeitos para a Copa do Mundo Feminina. Com o nosso samba no pé e a paixão pelo esporte, estamos prontos para receber as melhores seleções do mundo em grande estilo.

Estados Unidos e México (em candidatura conjunta): Por último, mas não menos importante, os Estados Unidos e o México se uniram como palco para sediar o torneio. Do outro lado da fronteira, eles têm uma história rica no futebol feminino, e essa parceria promete uma competição emocionante.

Brasil na corrida: em busca da sede da Copa do Mundo Feminina FIFA 2027

Já sabemos que somos a terra do futebol, no entanto, quando se trata do futebol feminino, continuamos atrás da taça de campeão mundial.

A Confederação Brasileira de Futebol (CBF) deu um show ao realizar a confirmação da Candidatura do Brasil para a Copa Feminina. O presidente Luiz Inácio Lula da Silva assinou um decreto que oficializa um Grupo de Trabalho para cuidar de todos os detalhes da candidatura brasileira.

O Brasil está decidido a mostrar que está pronto para sediar a melhor Copa do Mundo Feminina de todos os tempos. Com estádios brasileiros eficazes, melhorias logísticas e o apoio do Governo Federal, nossa candidatura está ganhando força.

No total, 10 cidades-sede estão prontas para receber as seleções de braços abertos. De Fortaleza a São Paulo, o país inteiro está empolgado com a ideia de receber esse megaevento.

A grande decisão sobre a sede será anunciada durante o 74º Congresso da FIFA, que está marcado para maio de 2024. Quem vai levar essa? Brasil confirma candidatura, e agora é só esperar para ver os candidatos à Copa do Mundo Feminina 2027 mostrarem do que são capazes. Vai ser uma competição e tanto!

Cronograma das inspeções da FIFA aos candidatos

O cronograma das inspeções da FIFA aos candidatos está marcado para fevereiro de 2024, o que é basicamente a última "checagem" antes do anúncio oficial da sede da Copa do Mundo Feminina FIFA 2027. Durante esse período, a FIFA vai dar uma espiada bem detalhada nos países que estão na disputa. Eles vão avaliar tudo, desde a qualidade dos estádios e a infraestrutura mínima para o acolhimento de milhares de pessoas, como, por exemplo, transporte e hospedagem.

Mudanças no processo de escolha

A escolha da sede da Copa do Mundo Feminina está ganhando um aporte extra de segurança. A FIFA fez algumas mudanças no processo de seleção, incluindo uma auditoria para manter a transparência, uma força-tarefa para avaliar as propostas e até uma espécie de "final" entre as melhores candidaturas.

Tudo isso tem o objetivo de tornar a escolha da sede mais justa e equilibrada, garantindo que o país ou países anfitriões estejam preparados para oferecerem um torneio de alto nível.

A data marcada para o anúncio, como já informado, é maio de 2024, no 74º Congresso da FIFA, onde vamos finalmente descobrir quem vai abrigar a festa do futebol feminino. O Brasil está na jogada, os estádios estão prontos, e os outros candidatos também estão na briga. É uma competição emocionante e mal podemos esperar para ver quem vai levar essa!